segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Rock em Zona de Guerra - Sound Central Festival



Um  festival de Rock em Cabul, capital do Afeganistão, como uma campanha de guerrilha urbana, apesar das ameaças e assédios aos músicos. A abertura e fechamento em Nova York dia 15 de setembro e  dia 14 de outubro. Depois de 35 anos que os talibãs proibiram a Música Moderna da Ásia Central. 
O evento esta sendo divulgado, com convite, um dia antes do show, na esperança que os extremistas locais não fiquem sabendo. Os organizadores esperam que o festival seja anual.
District Unknown é considerada a primeira banda de metal afegão.
"Você está acostumado ao som de bombas Agora vai se acostumar com o som de metal"
A banda indie - Kabul Dreams (Afeganistão)
 Clássico / Folk Rock / Psicodélico -Ariana Delawari (Afeganistão/USA)
O cabaré punk BrechtianoThe Dresden Dolls (USA)
Adorei o site deles: http://www.dresdendolls.com/home.html
Pop rock progressivo - Blurred Vision (Canada)
 Trash metal  - Acrassicauda (Iraque)
 "Foda-se a todos que lhes dizem o que fazer, nós vamos tocar a porra do rock", anunciou Marwan Riyadh, baterista Acrassicauda,
 Jazz  - Eklektika (Cazaquistão)
Blues folk -  Poor Rich Boys (Paquistão)
Eletrônica  - Maral-  cantora, baixista (Iran)
Alternativo - Religious to Damn (USA)
Electronica / Dub / Trip hop  - Massa Cygent (Austrália)

Sound Central foi criada por Travis "Travka" Beard

Travis "Travka" Beard, fundador do festival,( fotojornalista, guitarrista da banda White City de Cabul) e um coletivo de artistas globais, assessores e organizadores vindos também da Argentina, Austrália, Sri Lanka, Suécia, Reino Unido  e EUA, criaram o festival com o patrocínio de várias agências internacionais , incluindo a Embaixada dos EUA em Cabul , Internews , e o Institut Francais Afeganistão .
O festival contará com bandas do Afeganistão, Paquistão, Irã e da Ásia Central, tocando uma variedade de gêneros, incluindo rock indie, electro e heavy metal. A cerimônia de abertura teve lugar em Brooklyn para que muitos artistas que não pudessem participar dos eventos em Cabul tivessem a chance de expressar sua solidariedade com artistas que assumem riscos para trazer a música em suas comunidades.
Além de workshops, perfomances de percussão ministradas por Brian Viglioni, do Nine Inch Nails e The Dresden Dolls.




Nenhum comentário:

Postar um comentário