terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Mata Hari



Margaretha Geertruida Zelle
















Margaretha Geertruida Zelle, nasceu em 7 de agosto de 1876, em Leeuwarden, na Holanda. Dançarina erótica profissional e cortesã.

Acusada de atuar como espiã e também como agente dupla para a Alemanha e França, é julgada e considerada culpada. Em 15 de outubro de 1917 é fuzilada na cidade de Vincennes, na França.Alguns afirmam que ela era nada mais que um bode expiatório.

Seu pai era de origem javanesa e sua mãe holandesa mas gostava de se passar por nativa das índias Holandesas, filha de um rajá e de mãe indiana. Mata Hari em indonésio significa "Olhos do dia".

Teve dois filhos Norman e Jeanne-Louise MacLeod. Norman morreu com 3 anos de idade e Jeanne-Louise aos 21 anos (1019) de várias complicações causadas pela sífiles herdada de sua mãe.

Suas últimas palavras à uma freira, próximo do poste de execução: "Beije-me rápido e me deixe agora. Coloque-se à minha direita. Eu olharei para o seu lado. Adeus!".
A famosa dançarina e suposta espiã Mata Hari continua sendo motivação para livros e filmes em diferentes versões. A editora Record lançou em 2011 um novo romance de Yannick Murphy intitulado "Assinado, Mata Hari".



Sinopse - Editora Record - lançamento 2011
"Assinado, Mata Hari" de Yannick Murphy, revela facetas menos conhecidas da suposta espiã do início do século XX. O erotismo dos tempos de dançarina caminha ao lado das lembranças de sua vida matrimonial anterior a fama na narrativa criada pela escritora norte-americana. Passo a passo, ela mostra a transformação de Marghareta Zelle – como foi oficialmente batizada – em uma das artistas mais famosas e polêmicas dos Anos Loucos parisienses. Yannick equilibra lirismo e erotismo no retrato de um dos mais instigantes ícones do século XX.







Editora - Rosa dos Tempos - 1997
Sinopse da editora:
"Mata Hari a Amante Fatal" mostra toda a intriga que cercou esta personagem, questionando a realidade do papel da mulher no mundo da espionagem, e a forma como a vida de Margaretha Zelle MacLeod foi mitificada na de Mata Hari, a mulher mais perigosa do mundo.

CD - Trilha Sonora:


Baseado em Livro de Jerome Coopersmith; letras de Martin Charnin; música de Edward Thomas.

Filmes sobre a dançarina:






Nenhum comentário:

Postar um comentário