quarta-feira, 20 de julho de 2011

Megadeth

 

Promessa

Dois corações que não deveriam
Falar entre si se tornam próximos
Em uma cidade parecida com uma cela de prisão.

Pessoas falam nossos nomes,
Nas ruas em tons silenciosos,
Nas estórias eles falariam
Se alguém escutasse

Voce veio da cidade onde
Pessoas não se preocupam em dizer olá
A não ser que alguém nasça ou morra

E eu vim de um lugar onde eles
Arrastam suas esperanças através da lama
Porque seus próprios sonhos estão todos morrendo.

E quando nós descemos a rua,
O vento canta nosso nome em canções rebeldes,
Os sonhos da noite deveriam nos deixar ansiosos,
Mas é muito tarde quando o medo vai.

Eu encontrarei você na outra vida, eu lhe prometo.
Onde nós poderemos ficar juntos, eu lhe prometo,
Eu irei esperar no paraiso, eu lhe prometo,
Eu prometo, eu prometo.

Há assim muitos que lutam
Para atravessar os Portões da Salvação
Mas ninguém nunca quis morrer ou ser salvo

Suas intenções não são tão boas
E eu posso sentir o aroma do asfalto
Esta é a sua estrada pessoa para o inferno sendo pavimentada

E quando nós descemos a rua,
O vento canta nosso nome em canções rebeldes,
Mas é muito tarde quando o medo vai.

Eu encontrarei você na outra vida, eu lhe prometo.
Onde nós poderemos ficar juntos, eu lhe prometo,
Eu irei esperar no paraiso, eu lhe prometo,
Eu prometo, eu prometo.

Eu encontrarei você na outra vida, eu lhe prometo.
Onde nós poderemos ficar juntos, eu lhe prometo,
Eu irei esperar no paraiso, eu lhe prometo,
Eu prometo, eu prometo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário