sábado, 17 de novembro de 2012

Man Ray













































 















Man Ray  nasceu Emmanuel Radnitsky no Brooklyn em 27 de agosto de 1890 e faleceu em 18 de novembro de 1976.

Um dos artistas mais famosos e influentes do século passado. Man Ray  foi  fotógrafo, pintor, escultor, criava objetos e filmes experimentais.

A vida de Man Ray foi marcada por uma sucessão de casos amorosos com mulheres famosas. Tinha paixão pelo xadrez,  fotografia experimental e cinema.

Passou os anos 1920 e 1930 em Paris, onde a expressão experimental estava florescendo. Embora ele se considerasse essencialmente um pintor ficou famoso pelas novas técnicas que criou na fotografia.

Man Ray chega a Paris em 1921 cheio de energia criativa. Inspirado em Marcel Duchamp, cria objetos para pequenas exposições em galerias de arte, combinando tachas de carpete e  ferro, para depois serem fotografados. Começou a experimentar a fotografia sem câmara, e concebeu suas raiografia-abstratas ou fotogramas que eram imagens produzidas através do posicionamento de objetos diretamente em papel fotográfico para em seguida expô-los à luz.

Ele eventualmente se tornou uma figura influente no meio artístico e começou a fazer retratos de celebridades tais como Pablo Picasso, James Joyce, Jean Cocteau, Joan Miró e Gertrude Stein. Seu trabalho inspirou outros fotógrafos e pintores, os surrealistas René Magritte e Salvador Dalí.

Criou, com o pintor francês Marcel Duchamp, o Dadá novaiorquino." Dadaismo foi um movimento radical de contestação de valores que utiliza variados canais de expressão: revista, manifesto, exposição e outros. As manifestações dos grupos dada são intencionalmente desordenadas e pautadas pelo desejo do choque e do escândalo, procedimentos típicos das vanguardas de modo geral."
Man Ray é considerado um dos artistas mais inventivos e excitantes do século XX.

"Eu não fotografo a Natureza, eu fotografo a minha fantasia."

“Alguns dos mais completos e satisfatórios trabalhos artísticos foram feitos quando os seus autores não tinham a intenção de criar uma obra de arte, mas estavam preocupados em exprimir uma ideia. A natureza não cria obras de Arte. Somos nós e a peculiar faculdade de interpretação da nossa mente humana que vemos “Arte”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário