sábado, 24 de setembro de 2011

Pérolas

Lágrimas dos deuses - fotografia de Elisa Lazo de Valdez

Podem ser amarelas, azuis, vermelhas, castanhas, rosas, cremes, douradas, verdes e negras.

Simbolizando a pureza, a fertilidade. Empregadas na medicina; nas doenças mentais, do coração e até o mau hálito, como pirulas ou pó. Nas  cerimonias de cremação, adornando o cavalo de Calígola ou no Corão na descrição do paraiso.


Na China ela representava a preciosidade e a pureza. "A pérola é a transformação do sofrimento em jóia" diz um ditado budista.
Há um dito muito conhecido por joalheiros da Europa oriental que diz: "As pérolas em que acreditamos nos trazem lágrimas prateadas como a lua, mas são lágrimas de alegria".

No começo do século passado, quando o comércio sofisticado se instalou na parte norte da ilha de Manhattan, em Nova York, a joalheria francesa Cartier bateu à porta do milionário Morton F. Plant com a intenção de comprar sua mansão na Quinta Avenida. Morton topou: trocou sua casa por um esplendoroso colar de pérolas.




 No início do século XIX, as pérolas adornavam roupas, móveis e objetos.




Colar de pérolas cultivadas que Marilyn Monroe ganhou do marido, o jogador de beisebol Joe DiMaggio.


As voltas e voltas de contas falsas que Audrey Hepburn exibiu em Bonequinha de Luxo.

Broche de pérolas naturais alongadas na forma de crisântemo, montado em 1904 pela joalheria Tiffany.



A célebre La Peregrina, em forma de pêra, foi levada para a Espanha e dada a Filipe II para sua noiva Maria I (bloody Mary) da Inglaterra, no século 16. Passou por muitas montagens e muitos donos quando em 1969, Richard Burton a deu a Elizabeth Taylor.

 Gabrielle Coco Chanel
Diane Dufresne








Cartier

Cartier




Pérolas aos porcos? 
Catherine Walker desenhou o vestido que a princesa Di encomendou para uma visita oficial a Hong Kong, em novembro de 1989.



Johannes Vermeer- Moça com brinco de pérola -1665

No século 15  Resultado: no século seguinte, milhões de pérolas inundaram a Europa, quase provocando a extinção de ostras na costa atlântica. Até hoje são símbolo de riqueza, status e crença religiosa


Pérola do Lao Tzu - a maior pérola do mundo de um molusco gigante.

Ao contrário de gemas produzidas nas profundezas da Terra, as pérolas são criadas por seres vivos chamados moluscos.  Esses animais vivem em habitats marinhos e de água doce, bem como em terra. A história evolutiva desse grupo se estende para trás cerca de 530 milhões de anos, com aproximadamente 100 mil espécies de moluscos vivos hoje.
A pérola é a única jóia proveniente de um animal vivo. Quando se formam, não precisam de mais nada, nem de lapidação, nem de reparos. Elas nascem da reação do molusco que vive na concha à invasão de um corpo estranho: se um minúsculo camarão, por exemplo, entrar numa ostra, será envolvido por camadas de nácar, a substância branca e brilhante que recobre o interior da concha (de onde se extrai a madrepérola), e aos poucos se forma a pérola.  Qualquer molusco que produz uma concha pode produzir uma pérola mas apenas uma em cada 10 000 conchas produz a lágrima dos deuses, na definição romântica dos gregos antigos.





Cultivo de pérolas negras no Japão





Encontrando uma pérola de valor exige sorte quanto de habilidade. Por muitos séculos, os mergulhadores de pérolas marinhas tiveram que passar a perna em tubarões e outros perigos para localizar as ostras de pérolas que esperavam conter pérolas naturais. Algumas pessoas tentavam criar populações naturais de moluscos. Ao longo dos últimos 100 anos, os cientistas desenvolveram técnicas elaboradas para induzir artificialmente o crescimento de pérolas dentro de moluscos. O processo, conhecido como "cultura de pérolas," aumentou significativamente o número e a qualidade das pérolas colhidas a cada ano. No entanto, o fascínio de descobrir uma pérola escondida, tanto naturais ou cultivadas, permanece tão atraentes hoje como nunca.
Achei esse site bem legal -http://www.karipearls.com/


Nenhum comentário:

Postar um comentário